Webinar: Que estratégias funcionam para as mulheres que vivem em terras coletivas? | Land Portal
Contact details: 
info@resourceequity.org
Organizers: 
Resource Equity

Resource Equity is a women-run and women-centered nonprofit organization that focuses exclusively on legal issues specific to gender equity in land and natural resources around the world.


Language of the event: 
English
Portuguese
Spanish

Uma conversa para compartilhar estratégias e empoderar mulheres em terras coletivas.

*O painel será apresentado em inglês e haverá tradução simultânea em espanhol e português.


As mulheres em todo o mundo vivem e trabalham em terras que são de propriedade coletiva de suas comunidades. No entanto, os interesses das mulheres raramente recebem a mesma importância que os dos homens na governança e na tomada de decisões da terra de propriedade coletiva; freqüentemente suas necessidades são completamente excluídas. As mulheres enfrentam um risco duplo à medida que a comunidade global toma medidas para integrar as perspectivas das comunidades indígenas e locais nas decisões sobre as mudanças climáticas. Como as dinâmicas de gênero são culturalmente definidas e associadas a tradições profundamente enraizadas, a pergunta é feita: o que pode ser feito?

Este painel visa responder a essa pergunta e ajudar a mostrar como é a justiça de gênero em terras de propriedade coletiva. Vamos explorar estratégias práticas e comprovadas que foram empregadas para assegurar que as necessidades de mulheres e homens em terras coletivas sejam tratadas igualmente, e ouvir em primeira mão o que pode ser feito para facilitar a participação significativa das mulheres na governança e liderança nas decisões que as afetam.

Através de uma variedade de projetos focados em melhorar a segurança da posse da terra pelas mulheres e seu papel na governança coletiva da terra, a moderadora Elisa Scalise orientará os painelistas Celine Salcedo-La Viña, Eileen Wakeshso e Philippine Sutz para oferecer orientação concreta e orientada para a prática sobre o que funciona para as mulheres em terras de propriedade coletiva. Eles destacarão a concepção de projetos sensíveis ao gênero, lições aprendidas e recomendações sobre como estas abordagens podem ser ampliadas e replicadas em outras regiões.

Específicos para cada um de seus projetos, nossos painelistas especialistas compartilharão suas experiências sobre:

  • O processo para se envolver especificamente com mulheres na comunidade e os principais tópicos.
  • Ajuste e adaptação dos objetivos do projeto conforme informado pelas necessidades das mulheres.
  • Identificar e colaborar com aliados e outras partes interessadas importantes na comunidade
  • Trabalhar e abordar as leis consuetudinárias e formais relacionadas aos direitos das mulheres e à terra
  • Recomendações para replicação e dimensionamento dos principais recursos, processos, aprendizados e implementações do projeto

Junte-se a nós enquanto exploramos estratégias comprovadas para empoderar mulheres que vivem e trabalham em terras coletivas.

 

Informações sobre os painelistas

Elisa Scalise

Cofundadora e Diretora Executiva, Resource Equity

Como defensora do gênero e da posse da terra, Elisa trabalhou por mais de 15 anos pesquisando e projetando leis, políticas e programas que melhoram os direitos das mulheres à terra e aos recursos naturais, fortalecem a participação das mulheres na tomada de decisões e na governança da terra, melhoram a justiça na administração de direitos e benefícios inerentes à terra, também se esforça para facilitar a aplicação dos direitos das mulheres nos sistemas de justiça. Ele trabalhou em projetos em todo o mundo, incluindo Cabo Verde, Ruanda, Uganda, República do Quirguistão, China, Libéria e Marrocos. Elisa também é professora principal do Women's Land Rights Institute, onde ministra regularmente o curso de Fundamentos de 10 semanas.

 

Celine Salcedo-La Vina

Celine Salcedo-La Viña é Associada Sênior na Prática de Equidade de Gênero e na Iniciativa de Direitos de Terra e Recursos no Centro de Equidade. Trabalha para promover os direitos à terra e aos recursos naturais, os desafios e as contribuições dos Povos Indígenas e Comunidades Locais (IPLC), especialmente mulheres e outros grupos internamente marginalizados, nas agendas políticas internacionais e nacionais. Também promove a igualdade de gênero e social e a integração nas políticas e programas de mudanças climáticas nos níveis global, nacional e local. Seu trabalho inclui análise e advocacia jurídica e de políticas, desenvolvimento de ferramentas e assistência técnica. Sua pesquisa foi citada no Boletim do Programa UN-REDD, New America Platform, Thomson Reuters e Sojourners, entre outros.

 

Eileen Wakesho

Diretora de Proteção da Terra Comunitária, Namati

Eileen trabalha no setor de desenvolvimento há quase 10 anos, concentrando-se especificamente nos direitos das mulheres à terra e na governança da terra e dos recursos naturais. Antes de ingressar na Namati, ela foi conselheira de direitos da mulher à terra para a Oxfam International e trabalhou com a Kenya Land Alliance, Development Policy Management Forum, NCCK e o Kenya Institute for Public Policy, Research and Analysis (KIPPRA). Eileen é coautora de um livro revisado por pares sobre mecanismos de justiça informal e tribunais formais no Quênia, e possui mestrado em planejamento e gestão de projetos pela Universidade de Nairobi.

 

Philippine Sutz

Associado em Direito, Economia e Justiça - Recursos Naturais, Instituto Internacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento (IIED)

Especialista em direito, gênero e desenvolvimento, Philippine lidera pesquisas e projetos de campo sobre o empoderamento sociojurídico e mecanismos de responsabilização das mulheres no contexto da governança de recursos naturais. Seu trabalho se concentra em apoiar o desenvolvimento de abordagens participativas para amplificar vozes marginalizadas. O conhecimento e a experiência de Philippine incluem análise e pesquisa de estruturas jurídicas nacionais, internacionais e transnacionais; capacitação; trabalho consultivo sobre o papel do direito e da justiça no desenvolvimento sustentável com foco em investimentos em recursos naturais e direitos fundiários. Ela tem um LLM Master of Laws do Kings College, Londres.

Share this page