Open Data Commons Attribution License | Land Portal | Protegendo os direitos da terra através de dados abertos
Acronym: 
ODC-BY

You are free:

  • To Share: To copy, distribute and use the database.
  • To Create: To produce works from the database.
  • To Adapt: To modify, transform and build upon the database.

As long as you:

  • Attribute: You must attribute any public use of the database, or works produced from the database, in the manner specified in the license. For any use or redistribution of the database, or works produced from it, you must make clear to others the license of the database and keep intact any notices on the original database.
Anuario Antropologico
Artigos e Livros
Janeiro 2015
África
África subsariana
São Tomé e Príncipe

A independência de São Tomé e Príncipe, em 1975, foi um projeto de um grupo muito restrito de exilados. O arquipélago tornou-se independente sob a liderança do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP) e Pinto da Costa. Apesar de alguns militantes viverem no Gabão e não serem socialistas, o MLSTP, apoiado pelo Movimento Popular de Libertação de Angola, tornou-se socialista.

CALPI
Manuais e Diretrizes
Novembro 2019
América Latina e Caribe
América Central
Nicarágua
The technical aspects mentioned in this document are intended to socialize a series of regulations and procedures that would have to be established in territories of indigenous and Afro-descendant populations, to discuss the implementation of urban projects in these areas of Nicaragua. The document is divided into two important parts:
 
CALPI
Manuais e Diretrizes
Novembro 2019
América Latina e Caribe
América Central
Nicarágua

Los aspesctos técnicos mencionados en este documento tienen como objetivo socializar una seria de normativas y procedimientos que tendrian que ser establecidos en territorios de poblaciones indígenas y de afrodescendientes, para discutir sobre la realización de proyectos urbanos en estas áreas de Nicaragua. El documento esta dividido en dos partes importantes:

Fonte: GGN
Artigos e Livros
Dezembro 2019
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

O Brasil possui um passivo social e histórico com as comunidades quilombolas, marcado pela escravidão e a exclusão. As questões fundiárias são aquelas que mais afligem essas comunidades, que lutam pela regularização ou ampliação de seus reduzidos territórios.

Fonte: Agencia Brasil
Artigos e Livros
Outubro 2017
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil
Este artigo possui o objetivo de analisar, criticamente, a ação extensionista promovida na defesa dos direitos étnicos e territoriais da comunidade quilombola de Queimadas, no procedimento administrativo para a certificação da desconformidade do empreendimento minerário denominado “Projeto Serro”, à legislação de uso e ocupação do solo do Município do Serro.
UFAM
Relatórios e Pesquisa
Maio 2010
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil
A questão da terra no Amazonas historicamente tem sido alvo da intervenção do Estado e este não reconheceu a diversidade cultural dos grupos sociais dispostos na terra, importando-se somente com o conteúdo territorial em si mesmo.
UFAM
Artigos e Livros
Relatórios e Pesquisa
Junho 2001
América do Sul
Brasil
O presente trabalho aborda a relação homem - natureza na Amazônia com base no estudo de caso do Assentamento de Reforma Agrária Iporá. A análise centra-se no estudo das formas de uso e propriedade da terra, a partir da trajetória de vida dos assentados. Entendendo que as formas de relação homem-natureza hoje configuradas na Amazônia são resultado de construção histórico social.
USP
Artigos e Livros
Junho 2013
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

Este artigo examina o processo de expansão portuguesa pelos sertões orientais da capitania do Maranhão e pela capitania do Piauí nas primeiras décadas do século XVIII, procurando explicar as conexões entre as guerras contra os índios daquela região, a expansão do gado e os interesses principalmente dos governadores do Estado do Maranhão e Pará.

USP
Publicação revisada por pares
Outubro 2019
África
Angola

Este artigo analisa os conflitos de terra que decorreram da instalação de uma fábrica de ferro na região da Ilamba, no interior de Angola, na segunda metade do século XVIII. A desapropriação das terras africanas, na África Centro-Ocidental, em períodos anteriores ao século XIX, é uma temática pouco abordada pela historiografia.

Compartilhe esta página