Open Data Commons Attribution License | Land Portal | Protegendo os direitos da terra através de dados abertos
Acronym: 
ODC-BY

You are free:

  • To Share: To copy, distribute and use the database.
  • To Create: To produce works from the database.
  • To Adapt: To modify, transform and build upon the database.

As long as you:

  • Attribute: You must attribute any public use of the database, or works produced from the database, in the manner specified in the license. For any use or redistribution of the database, or works produced from it, you must make clear to others the license of the database and keep intact any notices on the original database.
USP
Artigos e Livros
Junho 2013
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

Este artigo examina o processo de expansão portuguesa pelos sertões orientais da capitania do Maranhão e pela capitania do Piauí nas primeiras décadas do século XVIII, procurando explicar as conexões entre as guerras contra os índios daquela região, a expansão do gado e os interesses principalmente dos governadores do Estado do Maranhão e Pará.

USP
Publicação revisada por pares
Outubro 2019
África
Angola

Este artigo analisa os conflitos de terra que decorreram da instalação de uma fábrica de ferro na região da Ilamba, no interior de Angola, na segunda metade do século XVIII. A desapropriação das terras africanas, na África Centro-Ocidental, em períodos anteriores ao século XIX, é uma temática pouco abordada pela historiografia.

Rural & Urbano
Artigos e Livros
Novembro 2019
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil
Este trabalho visa apresentar um relato de experiência acerca da aula de campo vivenciada no  Município de Buíque.  A atividade surgiu a partir da disciplina eletiva  Educação do Campo, componente curricular do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).
Rural & Urbano
Artigos e Livros
Novembro 2019
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

A importância deste relato de experiência ganha tamanho e notoriedade quando - em meio a coleta de dados para uma pesquisa de mestrado sobre políticas públicas de desenvolvimento territorial e seus arranjos institucionais – vem à tona uma série de elementos que estruturam o entendimento dos territórios, que são os seus conflitos, as relações de poder e as identidades.

UFPE
Relatórios e Pesquisa
Março 2006
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

Esta tese, intitulada Índios e Terras Ceará: 1850-1880, analisa o aparente desaparecimento dos povos indígenas no Ceará, na segunda metade do século XIX, contextualizado por diferentes processos de territorialização e de relações interétnicas, e também respaldado pelo silenciamento oficial quanto ao reconhecimento desta etnia.

UFPE
Relatórios e Pesquisa
Fevereiro 2016
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil
Os problemas decorrentes dos desastres “naturais” têm se intensificado no Brasil e no mundo. É diante desse contexto que a abordagem sobre a alteração nas dinâmicas territoriais dos sujeitos afetados por eventos dessa natureza é discutida neste trabalho.
UFPE
Artigos e Livros
Fevereiro 2016
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

Esse trabalho analisa as inter-relações entre campesinato e etnicidade a partir de um olhar comparativo sobre as trajetórias de dois grupos que se reconhecem como etnicamente diferenciados no contexto rural brasileiro.

Tricontinental
Relatórios e Pesquisa
Outubro 2019
Ásia
Índia

O Censo Indiano de 2011 contabilizou 833 milhões de pessoas vivendo em áreas rurais, sendo agricultores cerca de 95,8 milhões. A Índia rural, nas últimas décadas, passa por uma grave crise agrária, como consequência da comercialização da agricultura, da dominação do setor por corporações multinacionais, dívidas enormes entre os pequenos agricultores e trabalhadores agrícolas.

RBC
Artigos e Livros
Janeiro 2019
América Latina e Caribe
América do Sul
Brasil

A Floresta Amazônica possui importância indispensável para o equilíbrio terrestre, pois proporciona diversos serviços ambientais. O desmatamento é uma ameaça imediata a este ecossistema, pois afeta os níveis de evapotranspiração da floresta, tornando o clima local mais quente e seco; podendo influenciar no clima além de seus limites, devido à circulação atmosférica.

UFPR
Artigos e Livros
Agosto 2008
Global
Nos últimos 150 anos, a temperatura média global aumentou em cerca de 0,7°C. Esse aumento está sendo atribuído à intensificação do efeito-estufa pelas atividades antrópicas, como queima de combustíveis fósseis e florestas tropicais, que emitem CO2 - um dos gases de efeito-estufa, porém não o mais importante – e teriam elevado sua concentração de 280 ppmv para 380 ppmv

Compartilhe esta página