Banco Mundial investe em indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais do Cerrado brasileiro | Land Portal

Foto: Banco Mundial / Chris Diewald

Projeto tem como objetivo beneficiar diretamente 2,1 mil pessoas e promover uma gestão sustentável dos recursos naturais do bioma; esta fase custará US$ 930 mil e conta com incentivos do Fundo de Investimento para o Clima. 

O Banco Mundial apoia a segunda fase de um projeto com foco nos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais do Cerrado brasileiro. O objetivo é impulsionar a adoção de uma gestão sustentável e resiliente dos recursos naturais e das práticas de subsistência.  

A meta é beneficiar diretamente 2,1 mil pessoas, dos quais 30% mulheres, com subprojetos comunitários e atividades de capacitação.  

Biodiversidade da cadeia produtiva 

Por meio dos subprojetos, a iniciativa busca recuperar áreas degradadas, proteger nascentes e córregos e incentivar o uso de fontes de energia limpa. E, também, aumentar a participação das comunidades beneficiárias na biodiversidade da cadeia produtiva. Isso será feito por meio do fortalecimento das ações das redes de sementes e mudas nativas do Cerrado, além da implantação de hortas agroecológicas e sistemas agroflorestais.   

O investimento é de US$ 930 mil, que serão gerenciados pelo Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas.  

O projeto é financiado pelo Mecanismo de Doação Dedicada para Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, DGM, e recebe recursos dos Fundos de Investimento para o Clima - Programa de Investimento Florestal.  

Jovens e idosos 

A primeira fase do programa DGM/FIP teve um aporte de de US$ 6,5 milhões e beneficiou, direta e indiretamente, 34.780 pessoas, incluindo 19.372 indígenas e 11.056 mulheres, além de jovens e idosos. Isso representa quase o dobro da meta.  

A iniciativa também contribuiu para um melhor uso da terra e manejo florestal sustentável nos territórios atendidos na primeira etapa.  

A meta era de 600 hectares, mas o projeto acabou alcançando 831. 

Apresentação: Mariana Ceratti, do Banco Mundial Brasil 


 

 

Copyright © da fonte (mencionado acima). Todos os direitos reservados. O Land Portal distribui materiais sem a permissão do proprietário dos direitos autorais com base na doutrina de “uso justo” dos direitos autorais, o que significa que publicamos artigos de notícias para fins informativos e não comerciais. Se você é o proprietário do artigo ou relatório e gostaria que ele fosse removido, entre em contato conosco pelo endereço hello@landportal.info e removeremos a publicação imediatamente.

Várias notícias relacionadas à governança da terra são publicadas no Land Portal todos os dias pelos nossos usuários, partindo de várias fontes, como organizações de notícias e outras instituições e indivíduos, representando uma diversidade de posições sobre cada tópico. Os direitos autorais estão na origem do artigo; a fundação não tem o direito legal de editar ou corrigir o artigo, nem endossar o seu conteúdo. Para fazer correções ou solicitar permissão para republicar ou outro uso autorizado deste material, entre em contato com o detentor dos direitos autorais.

Compartilhe esta página