Impulsionando a revolução dos dados: Empoderando a governança de terras por meio de metadados abertos | Land Portal

Uma nova publicação intitulada "The Role of Metadata and Open Data in the Innovation Cycle of Land Administration" (O papel dos metadados e dos dados abertos no ciclo de inovação da administração de terras) destaca esse domínio dinâmico. Essa publicação oferece percepções valiosas sobre a importância dos dados abertos e metadados estruturados e como eles podem revolucionar os processos de administração de terras em todo o mundo. Ao se aprofundar nos princípios fundamentais de dados abertos e metadados, esta publicação oferece uma compreensão abrangente de como essas ferramentas podem ser aproveitadas para promover a inovação e impulsionar mudanças positivas no setor de governança fundiária.


Dados abertos, conforme definido pelo Open Data Charter, referem-se a dados digitais disponibilizados gratuitamente com as características técnicas e legais necessárias para permitir seu uso irrestrito, redistribuição e reutilização por qualquer pessoa, em qualquer lugar e a qualquer momento. No âmbito da governança fundiária, os dados abertos têm o potencial de remodelar a dinâmica tradicional de poder que envolve a propriedade, o uso e a gestão da terra. Ao fornecer acesso público a funções cruciais de administração de terras, como posse, uso, valor e desenvolvimento, os dados abertos podem capacitar os(as) cidadãos(ãs), minimizar as oportunidades de corrupção e aumentar o envolvimento público nos processos de tomada de decisão.


Embora os dados abertos apresentem uma infinidade de oportunidades, os governos e as partes interessadas geralmente enfrentam desafios para abrir os dados de governança fundiária. Questões como a ausência de dados confiáveis e formais sobre a posse da terra, preocupações relacionadas à proteção da privacidade e as complexidades da documentação dos direitos de propriedade atuam como barreiras para a abertura total dos dados. Além disso, a falta de confiança entre o governo e a sociedade pode levar à retenção de dados fundiários do governo como forma de proteção. No entanto, a publicação enfatiza que a abordagem desses desafios e a promoção de um ecossistema de dados inclusivo são etapas cruciais para a governança sustentável da terra.


Os metadados, geralmente chamados de "dados sobre dados", desempenham um papel fundamental na organização e categorização das informações. Ao fornecer elementos descritivos, como autoria, palavras-chave e resumos, os metadados permitem o vínculo e a recuperação de dados em diversas fontes, idiomas e setores. A padronização de metadados usando vocabulários controlados aprimora a troca das informações, apoia a harmonização dos dados e garante uma melhor compreensão do conteúdo do recurso. Metadados adequadamente estruturados ajudam pesquisadores(as), formuladores(as) de políticas e profissionais a tomar decisões informadas, acelerando assim a inovação e a solução de problemas na administração de terras.


A publicação reforça que os dados abertos não são uma solução milagrosa para todos os desafios relacionados à terra, mas são uma ferramenta poderosa para criar confiança, incentivar a pesquisa e promover a inovação. Ao expor os dados ao escrutínio público, os dados abertos facilitam a melhoria contínua, incentivam a colaboração e apoiam a tomada de decisões com base em evidências. Além disso, os sistemas de dados abertos podem integrar dados espaciais não tradicionais, como dados sobre assentamentos informais ou terras consuetudinárias, expandindo a base de conhecimento e enriquecendo os processos de tomada de decisão de governança fundiária.


Entre os principais componentes da publicação está a importância do LandVoc, um conjunto hierárquico de conceitos cuidadosamente selecionados relacionados à governança de terras hospedado no AGROVOC. Como um glossário de termos relacionados à terra, o LandVoc garante a consistência dos metadados temáticos em vários sistemas de informação. Ele permite que pesquisadores(as) individuais e organizações gerenciem e enriqueçam suas informações, aumentando a visibilidade e a capacidade de descoberta dos dados. Ao fornecer um vocabulário compartilhado, o LandVoc promove a colaboração e o intercâmbio de dados entre diversas comunidades, apoiando o crescimento do ecossistema de informações sobre terras.


Os dados e metadados abertos são potencialmente transformadores para a governança fundiária. Os dados abertos são uma ferramenta para a governança de terras inclusiva e um meio de aprimorar a formação em dados e a capacitação em nível governamental. Ao adotar dados abertos e metadados estruturados, o setor de governança fundiária pode alcançar maior transparência, participação do(a) cidadão(ã) e tomada de decisão baseada em evidências. À medida que o ecossistema de informações sobre a terra continua se desenvolvendo, o LandVoc e o AGROVOC se destacam como faróis de colaboração, apoiando a inovação e a troca de conhecimento entre fronteiras e idiomas. Ao aproveitar o poder dos dados e adotar os princípios de dados abertos, o futuro da administração de terras é uma promessa imensa para o desenvolvimento sustentável e equitativo.

Related content: 
Library Resource
The role of metadata and open data in the innovation cycle of land administration
Reports & Research
April, 2023
Global

This publication discusses the importance of open data as a tool for inclusive land governance. It introduces and describes open data, land governance functions, and metadata. It provides an in-depth looks at AGROVOC, the controlled vocabulary about agriculture and related sciences coordinated by FAO for more than 40 years, and LandVoc, a sub-vocabulary dedicated to the land sector. Using these two examples, the article explores why structured metadata is integral for open data to support innovation and improvements in land administration.

Share this page